01 abril 2010



Dourado afirma que não se arrependeu de nada e disse que estava no “BBB 10″ para provar que poderia fazer as coisas de uma forma diferente. “As pessoas perceberam que eu merecia uma segunda chance. Eu agradei ao público porque não tinha medo de falar o que pensava. Representei as pessoas que gostam das coisas às claras, que não gostam de fofoca, discurso duplo”, disse, em entrevista a Diego Alemão, que vai ao ar nesta quinta-feira (1), às 23h30, no programa “A Eliminação”, do Multishow.O lutador rebateu as declarações de que seria homofóbico e disse que o reality show é, acima de tudo, um lugar de convivência. “Me esforcei muito para conviver com o diferente, com o outro. Acho que fui muito bem, mas não foi fácil. Só preferia não participar tanto de algumas brincadeiras, não me envolver tanto. E aí quem sofreu preconceito fui eu, tanto quanto os gays”, avalia.O vencedor confessou ainda que admira Anamara e acha que ela foi uma das pessoas mais autênticas da casa. “A Maroca foi a única que teve coragem de me enfrentar, mas, mesmo assim, não conseguia ficar brigado com ela. Se ela tivesse mais autocontrole, poderia ter chegado mais longe”, completou.
Fonte: Quem

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
↑Top