16 maio 2010

** Estava "texturizando" umas fotos no photoshop, ficou bem legal!!!**

Fiquei parecendo uma atriz de cinema, adorei!!!





04 maio 2010







Moda plus size: Exiba suas curvas em visuais elegantes e descolados
Confira o editorial de moda especial para grandes mulheres
A ditadura das magrelas está cada vez mais fora de moda: ter estilo é saber valorizar o que o corpo tem de melhor. De olho nas mulheres de curvas fartas, as mais importantes revistas internacionais de moda e os castings das agências renomadas têm apostado nas modelos plus size, com um recado claro não é preciso ter manequim 38 para seguir as tendências e criar visuais descolados e elegantes.
No clima "saia do casulo", quem alça voo é a bela modelo, de Caxias do Sul, Suelen Debon, 26 anos, que mostra leveza em looks para diferentes ocasiões, em tamanhos 46 e 48. Não é apenas nas fotos que Suelen exala confiança. Gordinha desde criança, a publicitária de Caxias do Sul conta que passou anos de regime até aprender a conviver bem o próprio corpo.
– Já faz alguns anos que me aceitei. Descobri que se eu não me aceitar, ninguém me aceita – garante.
Hoje, ela se orgulha dos catálogos, desfiles e outros trabalhos que já realizou como modelo. O tipo físico também não impede que Suelen se vista com estilo no dia-a-dia. Mesmo que priorize peças pretas, ela não deixa de usar roupas coloridas, misturando tons escuros com detalhes de cores fortes. Além disso, capricha nos acessórios, em especial brincos e pulseiras grandes.


EUA revelam pela 1ª vez total de ogivas nucleares
Seg, 03 Mai, 06h56 WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos divulgaram nesta segunda-feira pela primeira vez o tamanho do seu arsenal nuclear: 5.113 ogivas operacionalmente mobilizadas, mantidas na reserva ativa ou armazenadas de forma inativa.Segundo os dados divulgados pelo Pentágono, o arsenal nuclear do país chegou a 31.225 ogivas no ano fiscal de 1967, e desde então foi reduzido em 84 por cento.Analistas dizem que os Estados Unidos, ao divulgarem esses dados durante a revisão de conferência do Tratado de Não-Proliferação (TNP), estão tentando enfatizar a redução do seu arsenal, de modo a convencer outros países a reforçar o regime de não proliferação nuclear.O total revelado pelo Pentágono não inclui ogivas "aposentadas" ou destinadas ao desmanche, cerca de 4.600, segundo a ONG Federação dos Cientistas Americanos.Washington anteriormente havia divulgado o número de ogivas estratégicas operacionalmente instaladas em 1.968 no fim de 2009, bem menos que as 10 mil de 1991. Esta é a primeira vez, no entanto, que o total geral é revelado.O TNP tem o objetivo de impedir a disseminação de armas nucleares e encorajar a eliminação de arsenais existentes."É enormemente importante para os Estados Unidos conseguirem dizer: 'Olhem, estamos cumprindo nossas obrigações sob o TNP'", disse Hans Kristensen, diretor do Projeto de Informação Nuclear da Federação dos Cientistas Americanos. Só assim, segundo ele, Washington conseguirá convencer outros países a adotar novas medidas para limitar a proliferação.Outros analistas, no entanto, acham que a divulgação da cifra pode ter efeito contrário, demonstrando que, duas décadas após o fim da Guerra Fria, os Estados Unidos ainda preservam milhares de armas nucleares."Acho que os Estados que estão mais preocupados com o desarmamento nuclear vão ficar mais focados no número que permanece, em vez do número (reduzido)", disse George Perkovich, diretor do Programa de Política Nuclear do Fundo Carnegie para a Paz Internacional.Historicamente, o tamanho total do arsenal nuclear dos EUA era mantido em sigilo para impedir que adversários usassem essa informação para tentar neutralizá-lo de modo mais preciso. Para analistas, a manutenção dessa postura até agora era uma relíquia da Guerra Fria.(Reportagem de Arshad Mohammed e de Phil Stewart)
Os EUA sempre estão sendo perseguidos, são injustiçados e, qualquer coisa a mais...
A eles tudo é permitido, aos países Islamicos nada é permitido (sempre serão subjulgados). Assim como eu... Uma certa vez me apresentaram a alguém que é claro não veem ao caso, disse ao me apresentar que eu era apenas uma Turca no sentido pejorativo. Sendo que como já foi dito e explicado a respeito de Turcos, Sírios e Libaneses.
Bom, em 1° lugar, sou brasileira. Meu Bisavo é que veio da Síria, então faria mais jus ser chamada de Síria e não Turca. Em 2° lugar, não descendo apenas de sirios, mas de alemães e espanhois e, uruguaios tbm.
Não sei como as pessoas tratam quem é desendente de árabes fora do RS, mas no RS só fui "mais respeitada" qndo entrei na universidade, mas sempre tem alguns idiótas que tratam como se fosse algo ou aguém de uma espécie diferente. Ora não somos todos iguais perante a lei!? Mas é claro, de uma forma material ou formal!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
↑Top