10 outubro 2011

Aposentado que se exaltou em agência do INSS da Capital responderá por desacato em liberdade | Polícia

* * *

NÃO HÁ RESPEITO AO IDOSO E MUITO MENOS AOS APOSENTADOS!
ALÉM DO SALÁRIO DOS APOSENTADOS SER O QUE É, UMA VERGONHA!!! POIS, AS PESSOAS TRABALHAM A VIDA INTEIRA, CONTRIBUEM, PARA DEPOIS RECEBEREM UMA MISÉRIA, ENQUANTO OS POLÍTICOS, QUANDO APOSENTADOS GANHAM UMA FORTUNA. LOGO NESSA ÉPOCA EM QUE ESTÃO COM IDADE AVANÇADA E NEM SEMPRE GOZAM DE BOA SAÚDE E, O MERCADO DE TRABALHO JÁ NÃO OS QUER MAIS.

VOTEI NA DILMA, PQ ACHAVA QUE DENTRE SEUS CONCORRENTES, ELA ERA A MELHOR OPÇÃO, MAS ME ENGANEI. POIS ESPERAVA QUE ELA FOSSE APROVAR O REAJUSTE DOS APOSENTADOS QUE SE APOSENTARAM A CIMA DE UM SALÁRIO MÍNIMO. NA REALIDADE TBM ESPERAVA QUE ELA FIZESSE TANTAS OUTRAS COISAS. MAS VOU ESPERAR... NÃO CALADA!

* * *

Aposentado que se exaltou em agência do INSS da Capital responderá por desacato em liberdade

Impasse ocorreu por causa de um erro de digitação do INSS do registro do idoso


O aposentado que se exaltou nesta segunda-feira na agência do INSS no posto da Vila IAPI, na zona norte da capital, responderá processo por desacato a servidor público em liberdade. João Santana Silveira foi detido depois de ficar revoltado por não receber pagamentos atrasados há quatro meses, mesmo com ordem judicial.

O impasse ocorre por causa de um erro de digitação do INSS no registro do aposentado. Ele prestou depoimento na Polícia Federal, assinou um termo circunstanciado e depois foi liberado. Se condenado, pode pegar de seis meses a dois anos de prisão. O Instituto informa que ele vai receber o pagamento nos próximos dias.

Entenda o caso

O idoso está há quase quatro meses sem receber pagamento por causa do erro e recorreu à Justiça. Com uma ordem judicial em mãos desde a semana passada, ele foi nesta manhã ao posto da Vila IAPI, em busca de uma solução, mas não conseguiu resolver o problema.

No local, foi informado que a supervisora não iria atendê-lo mais uma vez. Segundo a filha do aposentado, a médica Andresa Silveira Medeiros, o pai dela acabou se irritando com a demora e o descaso por parte do posto do INSS. O resultado foi a prisão de João Santana.

— A supervisora nunca tem tempo para atendê-lo, e quando atendeu disse que não poderia fazer nada no momento, que ele teria que esperar. Eu acredito que ele esteja em depressão, e como familiar teria condições de ajudá-lo, mas como ele está acostumado a ter renda própria ficou envergonhado de pedir ajuda para nós — disse Andresa.

Segundo o INSS, o aposentado xingou e fez ameaças aos servidores e, por isso, foi contido pelos seguranças. Depois, ele foi detido pela Brigada Militar. Como se trata de um órgão federal, o caso foi encaminhado à Polícia Federal (PF).

— Ele é uma pessoa que está correndo atrás dos direitos dele e foi levado como um marginal num camburão — revoltou-se Andresa.

O INSS confirmou que houve um equívoco no pagamento do aposentado, inclusive o desconto de uma parcela indevida. O órgão informou que o ofício judicial chegou sexta-feira passada e que já foram feitos os ajustes necessários, porém há um prazo para que os pagamentos atrasados seja efetuados.

O Instituto informou que o aposentado vai receber uma parcela na terça, outra na quinta feira e uma terceira na próxima segunda-feira.

RÁDIO GAÚCHA
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3520946.xml

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
↑Top